Yamaha X-Max 125: Alma citadina

Publicado a 09/11/2012


Vota

2 0

A X-Max 125 é uma excelente escolha para as deslocações citadinas já que se sente completamente à vontade no meio do trânsito tão característico dos centros urbanos. Manobrabilidade, baixo consumo e um surpreendente espaço de arrumação são os trunfos desta pequena (grande!) scooter.

A Yamaha X-Max 125 foi lançada em 2006 e de imediato provou ser uma excelente opção para quem necessitava de uma scooter de baixo consumo e fácil manobrabilidade com um toque desportivo, ausente na concorrência até ao seu lançamento. Em 2010 a marca decidiu renovar a X-Max conferindo-lhe um aspecto mais moderno e desportivo assim como um significativo aumento da qualidade dos acabamentos.

Motor

A X-Max 125 monta um motor de 124cc com refrigeração líquida a 4 tempos que debita 14 Cv à roda traseira que são mais do que suficientes para uma utilização citadina. A unidade motora, através da transmissão automática típica neste tipo de motociclo, permite uma disponibilização uniforme da potência ao longo de todos os regimes o que contribui para uma condução suave sem comprometer a desenvoltura do motor. Apesar de não ser a moto ideal para um ritmo mais “acelerado”, a X-Max permite realizar uma condução mais desportiva quando necessário, curvando sem qualquer medo e permitindo saídas de estáveis. Está assim presente nesta scooter citadina um carácter desportivo que a Yamaha deseja manter mesmo nestes modelos de baixa cilindrada.

Ciclística “citadina”

As pequenas dimensões desta scooter, aliadas a uma excelente manobrabilidade e boa resposta do motor, permitem à X-Max deslocar-se por entre o trânsito tão típico dos centros urbanos com a maior rapidez e facilidade.

A suspensão frontal e traseira, com cursos de 110 e 95mm respectivamente, oferecem um elevado conforto mesmo em estradas mais mal tratadas enquanto o sistema de travagem, composto por um disco de 267mm à frente e um disco de 240mm na retaguarda com ABS disponível como extra de fábrica, possibilita uma travagem segura da moto em junção com as rodas de 15’’ e 14’’ polegadas.

Não haja dúvidas: tudo nesta scooter foi pensado para oferecer o melhor desempenho em cidade permitindo ao condutor deslocações seguras sem qualquer esforço e, claro está, divertidas.

Conforto e espaço de arrumação

Para um condutor que se desloca diariamente numa scooter em trajectos citadinos o espaço para arrumações é essencial. Aqui a X-Max também não desilude. O enorme espaço debaixo do banco permite arrumar dois capacetes integrais e a adição de um “porta-luvas” debaixo do guiador permite ainda arrumar pertences como a carteira o telemóvel ou as chaves com espaço de sobra que chega a rivalizar com o espaço de arrumação do porta-luvas de alguns carros.

O assento alto, a excelente protecção aerodinâmica, os apoios para o passageiro e a excelente qualidade dos acabamentos tanto do painel de instrumentos como dos controlos asseguram o máximo conforto por vezes difícil de encontrar numa scooter de 125cc. Apenas a posição dos pés poderia ser um pouco mais avançada já que para condutores mais altos torna-se difícil “esticar” as pernas quando se pretende uma condução mais desportiva.

 

De uma ponta à outra a X-Max 125 revela a sua “alma” citadina, a sua verdadeira vocação: Conforto, segurança e manobrabilidade em cidade sem renunciar ao carácter desportivo, imagem de marca da construtora dos três diapasões.

 

Comentários

Sé el primero en comentar

Añadir un comentario

  • *No se mostrará
    • Introduza as palavras
    Criar outra imagem

×

Uso de cookies

Em Motofan usamos próprias e cookies de terceiros para melhorar os nossos serviços e mostrar publicidade relacionada com as suas preferências através da análise de comportamento de navegação. Se você continuar a navegar, consideramos aceitar seu uso. Você pode obter mais informações ou como mudar as configurações em nossa condições legais, a seção "5.8 Cookies e IPs"