BMW F 800 GS – Trail para todo o serviço

Publicado a 20/11/2012


Vota

0 0

A anterior geração da F800GS já era um exemplo de polivalência, boa na estrada, na cidade e em qualquer estradão ou trilho, com a renovação efectuada pela BMW a moto ganhou em toda a linha reforçando os seus argumentos junto de motociclistas mais experientes ou mais exigentes.

A GS intermédia na gama da BMW é uma moto que desde o seu lançamento mostrou sempre um enorme equilíbrio pelo que, não houve motivos para mudar profundamente um produto que teve enorme aceitação e sucesso comercial por esse mundo fora. Contudo a marca quis aperfeiçoar os genes desportivos e tornar esta mistura de enduro-estradista numa referência para todos os motociclistas que procuram uma moto para todos os caminhos.

Mais electrónica

A BMW optou por não realizar alterações no motor de 798cc, bicilíndrico paralelo refrigerado por água, com injecção electrónica, que debita 85 cavalos às 7.500 rpm e produz um binário máximo de 83 Nm às 5.750 rpm. Na frente foi onde se registaram mais alterações, e, para além das estéticas relacionadas com as novas formas das carenagens laterais e do “bico” frontal, a 800 recebeu uma nova forquilha de 43mm de diâmetro com um curso aumentado para 230mm. O sistema ABS é agora de série, no âmbito do programa Safety 360º, no qual a BMW se compromete a partir deste ano a equipar toda a sua gama com o sistema anti-bloqueio. O ABS é no entanto desligável para os percursos de terra, uma fácil operação a partir do comutador esquerdo. Como opção estão disponíveis o ASC, sistema de controlo de tracção, que também é desligável e o já conhecido, de outros modelos da marca, ESA, sistema que permite regular electronicamente as suspensões com três modos à escolha: Sport, Confort e Normal. Outra das alterações mais visíveis diz respeito ao desenho da instrumentação, que permite uma mais fácil visualização da velocidade e do regime do motor. A nossa unidade de teste estava também equipada com punhos aquecidos, banco confort, ponteira Akrapovic e piscas em LED, que melhoram em muito o conforto e o aspecto da moto.

Polivalência de média cilindrada

O carácter do motor continua a ser o principal trunfo desta BMW, o bicilíndrico é um camaleão podendo ser suave desde baixas rotações, como pode gritar selvaticamente quando rodamos punho com vontade. Permite prestações muito interessantes, quer em estrada quer fora dela, e os consumos baixos são uma agradável surpresa, sendo fácil manter uma média bem abaixo dos 5 litros aos cem. O único factor menos agradável do motor acaba por ser o excesso de vibrações em alguns regimes, o que pode por vezes criar um formigueiro nas mãos do condutor.

Os novos gadgets electrónicos funcionam na perfeição, o ABS não se revela demasiado intrusivo numa utilização normal e apenas damos por ele em percursos de estrada de montanha onde por vezes é agradável deslizar um pouco mais a traseira. O controlo de tracção mantém tudo no sítio e o ESA consegue de facto “transformar” a moto entre uma turística e uma desportiva ao toque de um botão. Este acerto de suspensões é em grande parte resultado da nova forquilha, que consegue até “esconder” os efeitos da jante frontal de 21 polegadas, não se sentindo tanto o alargar de trajectórias como na versão anterior desta F800GS. Numa estrada de curvas seja de bom alcatrão, ou de terra batida, esta BMW vai ser sempre uma das mais rápidas e também das que proporcionam maior diversão.

O conforto a bordo é bastante aceitável, o ecrán de carenagem é um pouco baixo e o condutor está bastante exposto à deslocação de ar, mas em compensação a posição de condução é muito natural e ergonómica e o banco confort que equipava o nosso modelo de testes é uma excelente e necessária opção para viagens. A principal limitação é mesmo a altura da moto, podendo representar um desafio o acto de montar e desmontar de cima desta 800.

Companheira de viagem de muitos, aventureira para outros, a BMW conseguiu refinar e melhorar a sua GS que melhor aproxima os dois mundos do turismo e do todo-o-terreno, num cocktail que criou para si própria uma nova classe de motos, à cinco anos quando foi lançada.

 

Comentários

Sé el primero en comentar

Añadir un comentario

  • *No se mostrará
    • Introduza as palavras
    Criar outra imagem

×

Uso de cookies

Em Motofan usamos próprias e cookies de terceiros para melhorar os nossos serviços e mostrar publicidade relacionada com as suas preferências através da análise de comportamento de navegação. Se você continuar a navegar, consideramos aceitar seu uso. Você pode obter mais informações ou como mudar as configurações em nossa condições legais, a seção "5.8 Cookies e IPs"